Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Absolutamente

Absolutamente

Há uns dias, estava a dar aulas a uma turma do 6º ano, sendo o tema da aula as causas do fim da 1ª República e do aparecimento de um regime ditatorial (primeiro uma ditadura militar e depois o Estado Novo). Os alunos, de 10-11 anos, lá iam acompanhando o tema, com maior ou menor interesse. E a pouco e pouco, foram-se enumerando os motivos que levaram ao fim do regime republicano. Entre eles:
- A instabilidade política
- A corrupção
- O descontrolo das contas do Estado
- A subida dos impostos
- O fosso cada vez maior entre os mais ricos e os mais pobres
...
A determinada altura, um dos alunos diz com um ar muito espantado: "Ó professor, mas isso é o que está a acontecer agora em Portugal também, não é?"
Aprender com os erros do passado é algo que, infelizmente, faz falta aos nossos governantes (quase sempre fez ao longo da nossa História). Em 1926, depois de anos e anos de descrédito de um regime democrático, os Portugueses acolheram de braços abertos o autoritarismo (mais vale ter emprego e segurança sem liberdade, do que ter liberdade sem emprego e segurança).
Será que a História se repete? Cerca de 30 anos depois das ilusões pós 25 de Abril, temos uma classe política medíocre, incompetente, cada vez mais afastada dos que, supostamente, detêm a soberania (pertence ao povo não é?). E, mais grave ainda, sem perspectivas de que as coisas melhorem!